Menu fechado

Teólogos egípcios integram o time de preletores do Encontro Sepal 2020

Evento trará ao público a oportunidade singular de conhecer as experiências e os trabalhos realizados por cristãos nativos do Oriente Médio

 Por Cleiton Oliveira

O Encontro Sepal 2020 contará com a presença de dois preletores egípcios, os teólogos Anne Zaki e Sameh Demyan. A participação de ambos torna a ocasião ainda mais especial, uma vez que a perseguição aos cristãos no Oriente Médio é bastante delicada. Hoje, o Egito ocupa a 16ª posição entre as 50 localidades com maior hostilidade contra o cristianismo, informa a Lista Mundial da Perseguição 2020, publicada pela Portas Abertas. O nível de perseguição no país é considerado severo.  

Ainda de acordo com o documento, atualmente a população do Egito é formada por 101,2 milhões de habitantes, dentre os quais 16,2 milhões são cristãos. A religião predominante é o islamismo. Períodos como o Natal e a Páscoa exigem atenção, uma vez que a igreja fica mais suscetível a ataques de grupos extremistas.

Segundo o amplo estudo realizado pela Operation World (WEC) e lançado no Brasil sob o título Ore pelas nações: Um guia completo de missões e intercessão pelo mundo (Editora Mundo Cristão), a perseguição contra os cristãos no Egito aumentou nos últimos 25 anos, principalmente por parte dos extremistas islâmicos. Além da preocupante estatística, o fato de a polícia local e o exército frequentemente fazerem vista grossa torna a situação ainda mais tensa. “Ore para que os cristãos permaneçam firmes em sua fé e tenham uma vida piedosa diante de seus opressores. Alguns morrem ou são torturados na prisão, outros se mudam para países ocidentais”, alerta a publicação.

Preparando a Igreja para alcançar as nações

O Encontro Sepal 2020  reunirá pastores, líderes e pessoas que se dedicam ao trabalho ministerial para trocar experiências e debater sobre pautas atuais relacionadas à igreja. No evento, Anne Zaki ministrará uma sessão plenária e um workshop.

Na plenária, dentre diversos insights, a teóloga falará sobre questões relacionadas à vivência em comunidade no mundo digital e globalizado e discutirá formas de como a igreja pode ir além do modelo de liderança multigeracional para o de liderança intergeracional. Já no workshop, ela explorará temas como vocação ministerial e propósito de vida, trazendo à tona formas criativas de anunciar o evangelho. Clique aqui e veja nossa entrevista especial com Anne.

Já Sameh Demyan falará sobre o tema “Acolhendo refugiados e imigrantes”, propondo medidas quanto ao cuidado a quem está em situação de refúgio em terra estrangeira. Leia o artigo que Sameh Demyan escreveu especialmente para o blogue do Encontro Sepal. [CO1] 

Conheça os preletores:

Anne Zaki

Nascida no Cairo, onde seu pai era pastor, ainda adolescente foi convidada pelo governo de seu país a mudar-se para o Canadá, para frequentar uma escola dedicada à paz e à compreensão internacional. Após completar seus estudos, ingressou na Calvin College, em Michigan, Estados Unidos, onde aprendeu a integrar a fé com a justiça social.

De lá para cá, Anne tem vivenciado uma frutífera carreira ministerial e acadêmica, graduando-se em Psicologia e Sociologia e em dois mestrados, um em Psicologia Social, pela American University in Cairo, e outro em Divindade, pela Calvin Theological Seminary (EUA). Atualmente, é doutoranda em pregação no Fuller Theological Seminary (EUA) e está passando pelo processo de ordenação na Presbyterian Church in Egypt. Caso seja efetivada, Anne será a primeira mulher ordenada como ministra no norte da África e no Oriente Médio.

Casada com Naji Umran, mãe de quatro filhos e professora dedicada no Seminário Teológico Evangélico no Cairo, Egito, investe seu tempo para alcançar vidas para Cristo e capacitar líderes locais por meio de cursos voltados à pregação, adoração, formação espiritual, psicologia e comunicação. Anne também tem sido ouvida por plateias de diferentes localidades, passando por eventos como os prestigiados Fórum do Wycliff e o Movimento de Lausanne (YLG).

Sameh Demyan

Sameh Demyan é do Alto Egito, de origem cristã. É bacharel em teologia no Seminário Teológico Batista Árabe. No Líbano, trabalhou em Beirute, durante dois anos, em uma igreja como líder de discipulado entre refugiados sírios e iraquianos, enquanto estudava para um mestrado em Teologia no seminário do Cairo.

Sameh é casado com Samah Demyan. Ambos são missionários árabes na Comunidade Batista em Moema e, atualmente, servem aos refugiados árabes/muçulmanos em São Paulo, ajudando no desenvolvimento espiritual das famílias refugiadas vindas de outros países por vários motivos, entre eles, por perseguição religiosa.

Participe!

O Encontro Sepal 2020 acontecerá entre os dias 12 e 15 de maio, em Águas de Lindoia (SP). Intitulada “Vida na vida: Na contramão dos relacionamentos líquidos”, a 47ª edição do Encontro terá como pano de fundo os desdobramentos da chamada “modernidade líquida”, teoria cunhada pelo filósofo polonês Zygmunt Bauman (1925–2017), que, entre outros tópicos, chama a atenção da sociedade para o crescente esfriamento das relações humanas.

Como de costume, o evento contará com a participação de renomados preletores nacionais e estrangeiros e com uma série de atividades para o público. Clique aqui e garanta já o seu lugar!•

Leia também:

1 bilhão de pessoas para Cristo

Segmentos menos evangelizados no Brasil

Relacionamentos líquidos e adultério


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *